Marianita Linck

Marianita Linck ou Marianita, como ela assina suas peças, é uma das mais representativas ceramistas do Rio Grande do Sul e do Brasil. Após sua graduação em 1945, aperfeiçoou sua técnica em Montevidéu, Buenos Aires, Indiana (Estados Unidos) e Japão. Suas exposições são sempre consideradas importantes já que ela é muito parcimoniosa em oferecer seu trabalho publicamente. Sua obra sempre apresenta extremo rigor técnico e cada peça é baseada numa ideia temática específica. Suas peças propõem o tema metaforicamente, assim evitando a obviedade e a simples alusão. Contudo, o corpo feminino é sua principal inspiração. Mas esta inspiração que pode interferir no resultado final do seu trabalho, na verdade os liga muito estreitamente aos quatro elementos vitais: terra, água, ar e fogo. No todo, o que fica exposto aos nossos olhos não é um detalhe, mas um senso delicado de volume. O que ela delibera é que seus potes (como ela chama suas peças) sejam descendentes daqueles primeiros objetos cerâmicos que a humanidade produziu como utensílios. Suas peças cerâmicas não são apenas um deleite para os olhos, mas estimulam a sinestesia, porque o observador as admira com todos os seus sentidos.

Marianita se mantém ativa trabalhando e mostrando suas peças em Porto Alegre. Na Galeria Tina Zappoli, já fez diversas exposições individuais e vem participando de todas as importantes coletivas desde 1992.

cerâmica vidrada

28 x 30 x 30 cm

 


 

cerâmica

28 x 23 x 23 cm

2014

 


 

Técnica: Cerâmica

Formato: H=42 cm

Ref: 221

 


Técnica: Cerâmica

Formato: H=50 cm

Ref: 128

 


Navegação