Solari

Solari nasceu em Fray Bentos, Uruguai, em 1918. Faleceu em Montevidéo em 1993.
Em 1951 integrou a representação uruguaia na Bienal de São Paulo.Em 1965, passou a viver em Montevidéo até 1967 quando foi estudar gravura em Nova York e lá permanceu até 1986, quando voltou ao Uruguai e, em 1989, teve sua primeira retrospectiva no Museu Blanes. Expôs sua obra nas Bienais da América e também da Europa e da Ásia. Num dos livros de Saramago é apontado como uma das grandes revelações daquele ano na Bienal de Veneza. Expôs pela última vez no Brasil, em nossa Galeria, em 1990. Depois de sua morte , saiu um livro sobre sua obra: “Máscaras todo el año”. É considerado um dos principais artistas do Uruguai de todos os tempos.

“Brindes para um trato”

45 x 60 cm

gravura em metal

 


 

Navegação